terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Teresópolis aumenta o número de Pessoas com Deficiência trabalhando


Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado - Foto: AsCom PMT

Um dos desafios da atualidade é a inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. E Teresópolis tem conseguido, por meio de 15 maiores empresas da cidade. Essas empresas participam do Projeto Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho, coordenado pela doutora em Sistemas de Gestão Sustentáveis, pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Josely Nunes Villela. A professora e pesquisadora apresentou o relatório anual da iniciativa, que apontou avanços, dificuldades e soluções para melhorar o cenário atual.

Josely comentou sobre a importância da capacitação da mão de obra das PcD’s. “Investimento em qualificação das pessoas com deficiência é extremamente relevante porque os empregadores comentam, nas pesquisas realizadas, que eles chegam para trabalhar com pouco conhecimento sobre a função que vão exercer. Além disso, chegam com a autoestima em baixa, o que pode prejudicar o desempenho. Eles precisam então de palestras motivacionais”, mencionou a professora, escritora e pesquisadora.

A doutora explicou que o projeto, vinculado à Universidade Estácio de Sá, começou em 2016 e que a cada ano alcança melhores resultados do que no ano anterior. Porém a pesquisa demonstra que são necessárias diversas ações para o fortalecimento da Política Nacional para a Integração de PcD’s.

Certificação por Menção Honrosa


Durante a apresentação do relatório, representantes das secretarias municipais de Trabalho e de Desenvolvimento Social entregaram certificados de Menção Honrosa para 15 maiores empresas de Teresópolis pela inclusão de Pessoas com Deficiência (PcD’s) no seu quadro de funcionários.


Nenhum comentário:

Postar um comentário