sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

MEC autoriza curso de graduação em Psicologia em Teresópolis


Unifeso terá graduação em psicologia

Representantes do Ministério da Educação (MEC) estiveram, em dezembro, no Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) para verificação in loco das condições institucionais para a abertura do curso de graduação em Psicologia. A avaliação foi positiva e o curso recebeu nota 4, em uma gradação entre 1 e 5.

O curso de Psicologia tem duração de cinco anos e precisa passar, obrigatoriamente por uma visita de autorização do MEC. A graduação é regulada pelos Conselhos Nacionais de Saúde e de Educação, pois trata-se de um curso interdisciplinar, com processo de avaliação rigoroso.

A professora Mariana de Castro Moreira, coordenadora da graduação em Psicologia, explica que a comissão do MEC avaliou o curso em dimensões: proposta pedagógica, corpo docente e instalações e equipamentos. “A nota que recebemos é fruto da qualidade das nossas instalações, da competência da nossa equipe, da inovação do projeto pedagógico, do nosso caráter interdisciplinar e do compromisso do UNIFESO com o desenvolvimento do município”, diz.

Pleito antigo

Teresópolis ainda não tem curso de graduação em Psicologia, e este já era um desejo antigo do UNIFESO, por conta de uma demanda muito grande de potenciais estudantes e também por bons profissionais atuando na região. A professora Mariana explica que, hoje, um grande campo de atuação do psicólogo são as políticas públicas.

“A saúde mental, a assistência social e a educação são campos que estão muito fragilizados no município e que precisam de psicólogos bem qualificados. Isso vem ao encontro da própria missão do UNIFESO, que é o compromisso com o desenvolvimento regional”, enfatiza.

Cenários de prática desde o primeiro período

O UNIFESO tem um histórico de excelência na interface entre saúde e educação. Por isso, a Psicologia vai somar e aprender muito com os outros cursos já consolidados na área da Saúde. A previsão é ter turmas matutinas e noturnas.

O curso que terá uma ênfase muito forte na articulação entre teoria e prática. Os estágios começarão desde o primeiro período, através de visitas domiciliares, oficinas de cidadania, entre outros. Além disso, a graduação demanda um Serviço de Psicologia Aplicada (SPA), ou seja, uma clínica-escola onde os alunos farão os atendimentos sob supervisão dos professores.

“A graduação em psicologia tem um caráter generalista. Apresentaremos ao estudante um leque amplo de campos de prática e de referenciais teórico-metodológicos, para que ele conheça as diferentes atuações na profissão”, explica Mariana.

Porém, ainda assim, o curso abrirá duas ênfases, que foram estabelecidas a partir da análise de cenário do município e do UNIFESO: Saúde e Processos Clínicos, para estudantes que escolherem atuar na área clínica, indo para além do consultório individual privado, como clínicas no Sistema Único de Saúde (SUS), junto a populações de rua e nas situações de emergências e desastres.

A segunda ênfase é da Saúde e Processos Psicossociais, para atender o estudante que tem interesse no campo das políticas públicas, que queria trabalhar com a assistência social, acompanhando, por exemplo, dependentes químicos, adolescentes grávidas, estudantes entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário