segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Ex-aluna do Unifeso conquista 1º lugar em pós-graduação

Ciências Cardiovasculares - Foto ilustrativa
 
A fisioterapeuta Maria Clara Muradas, graduada em 2013 pelo Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO), obteve o primeiro lugar na seleção do Programa de Pós-Graduação em Ciências Cardiovasculares da Universidade Federal Fluminense (UFF), e começa o curso em setembro. O processo seletivo foi composto de duas fases, oferecendo um total de 20 vagas.
 
“Iniciei minha preparação no final de 2013, uma vez que seria necessário um projeto de pesquisa original, factível e com relevância em Ciências Cardiovasculares”, contou Maria Clara. Para tanto, ela discutiu com os professores Sérgio Chermont e Mônica Quintão, docentes do curso de Fisioterapia do UNIFESO e doutores em Ciências Cardiovasculares pela UFF, diversos temas até a conclusão de um anteprojeto, submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP).
 
Com a aprovação do projeto e orientações do professor Evandro Tinoco Mesquita, da UFF, ela se inscreveu no processo seletivo e vai desenvolver o trabalho “Ventilação não invasiva em pacientes com Insuficiência Cardíaca”, avaliando aspectos de resposta ao método empregado sob a orientação do professor Sérgio Chermont.
 
Segundo Maria Clara, seu envolvimento com o tema vem desde o quinto período da graduação, quando iniciou as aulas do módulo Ciências Cardiorrespiratórias e conheceu a Cardiologia e a Fisioterapia Cardiovascular. O interesse se estabeleceu com a monitoria no módulo Ciências Cardiorrespiratórias I, que permitiu “aprofundar os conhecimentos em fisioterapia cardiovascular e a apresentação de trabalhos em congressos de cardiologia”.
 
Para ela, a excelência do corpo docente e a estrutura do UNIFESO proporcionaram a ela o aprendizado teórico e prático com qualidade para alcançar esta conquista. “Um dos objetivos das clínicas de insuficiência cardíaca é o atendimento multidisciplinar. A Clínica de Insuficiência Cardíaca (CLIC) do UNIFESO foi o local que me possibilitou a iniciação científica, por meio da realização de experimentos em cardiologia, os quais serviram de grande aprendizado”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário