sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Escola Municipal recebe projeto de incentivo à Cultura


Programa Mais Cultura nas Escolas - Foto: Sec. de Educação
 
Localizada na Estrada de Santa Rita, em Fazenda Alpina, Segundo Distrito de Teresópolis, a Escola Municipal Fazenda Alpina vem ganhando um grande reforço pedagógico e cultural, graças aos projetos Mais Educação e Mais Cultura, de iniciativas Federais, que vem transformando a realidade diária da pequena escola que possui cerca de 80 alunos matriculados.
 
O Programa Mais Cultura nas Escolas é uma iniciativa interministerial firmada entre os Ministérios da Cultura e da Educação, que tem por finalidade fomentar ações que promovam o encontro entre experiências culturais e artísticas em uma ação conjunta entre as escolas e artistas.
 
Responsáveis pela execução do projeto “Viva Cultura, Cultura Viva” na escola, as artistas Patrícia Araújo e Mônica Botafogo explicam que ele se desenvolve através de oficinas quinzenais, nas quintas e sextas feiras, e durante três sábados ao final de cada módulo.
 
“O projeto é desenvolvido através de oficinas de teatro e música, organizadas em três módulos temáticos: ‘Histórias de Criar e Renascer’, ‘Histórias, Causos e Calangos’ e ‘Boi Pintadinho e Mineiro Pau’. Mais do que ensinando, estamos aprendendo e trocando experiências com essas crianças, e isso é maravilhoso, já que temos a oportunidade de trabalhar com o que gostamos, que é arte”, afirmou Patrícia Araújo, a agentes cultural.
 
O desenvolvimento desses projetos culturais e educacionais tem claramente deixado a escola um lugar muito mais atraente para seus alunos. O despertar de novos valores e o descobrimento de outros através das várias linguagens propostas em ambos os programas, reforça a transmissão do saber, incorporando este saber às diferentes práticas diárias da unidade escolar.
 
Para a diretora da Escola Municipal Fazenda Alpina, Raquel Brum, esses projetos enriquecem o currículo escolar e oportunizam os alunos a desenvolverem aptidões que na correria do dia a dia escolar podem não ser adequadamente trabalhadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário