quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Estudo da Unifeso conquista 1º lugar em Congresso de Cardiologia


Congresso em Ribeirão Preto, São Paulo
 
Um estudo desenvolvido na Clínica de Insuficiência Cardíaca (CLIC) do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) em conjunto com a Universidade Federal Fluminense (UFF) ficou em primeiro lugar como melhor pôster tema livre no XIII Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, que aconteceu em agosto, em Ribeirão Preto, São Paulo.
 
Intitulado “Resposta central hemodinâmica ao teste de caminhada de seis minutos em pacientes com insuficiência cardíaca avaliada pela impedância cardiográfica”, o trabalho desenvolvido entre 2011 e 2012 é de autoria dos professores Sérgio Chermont, Monica Quintão e Sabrina Malfacini, docentes do curso de Fisioterapia do UNIFESO; suas ex-alunas Luana Marchese e Luana Mello; das professoras Lucia Brandão, coordenadora do Projeto CLIC, e Gelsomina Angelina Pereira, docentes do curso de Medicina; e dos professores Wolney Martins e Evandro Tinoco Mesquita, professores adjuntos do curso de Medicina da UFF.
 
Este e outro trabalho relacionado com o tema foram apresentados pelos professores Sérgio Chermont e Monica Quintão no Congresso. A dupla também orientou mais quatro trabalhos apresentados no evento por ex-alunos do curso de Fisioterapia – hoje estudantes de pós-graduação do UNIFESO.
 
O estudo premiado fez parte da tese de doutorado do professor Sérgio, defendida na UFF sob a orientação dos professores Evandro Tinoco Mesquita e Wolney Martins. “O principal objetivo deste estudo foi avaliar a Resposta Hemodinâmica Central (referente ao débito cardíaco, frequência cardíaca e volume sistólico, além de outras variáveis hemodinâmicas) decorrente do Teste de Caminhada de 6 Minutos, que é um teste para intolerância ao exercício em portadores de insuficiência cardíaca (IC).
 
Usamos para tal a Impedância Cardiográfica (aparelho com capacidade de detecção de variáveis cardiovasculares que foi utilizado pela NASA no projeto Ônibus Espacial para monitorizar a resposta cardiovascular de astronautas) atualmente usada em portadores de IC”, explicou o professor Sérgio, que também é pesquisador assistente do projeto CLIC juntamente com a professora Mônica Quintão, e coordenador da Especialização em Fisioterapia Cardiorrespiratória do UNIFESO.
 
O estudo contou com o apoio da professora Alba Fernandes, coordenadora da Clínica-Escola de Fisioterapia, e da professora Andréa Graniço, coordenadora do curso de Fisioterapia do UNIFESO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário