sábado, 16 de fevereiro de 2019

Parceria para o programa 'Cidade Inteligente' em Teresópolis


'Teresópolis: cidade inteligente e segura' - Foto: Jorge Maravilha

Aberto pelo Prefeito Vinicius Claussen nesta quinta-feira (14), no Teatro do SESC, o Workshop Internacional de Segurança ‘Teresópolis: cidade inteligente e segura’ apresentou experiências de sucesso na Espanha/Barcelona e no Brasil, bem como os desafios para a implementação de cidades inteligentes, programa que utiliza a tecnologia para a modernização da gestão pública e a melhoria na prestação de serviços à população.

Reunindo autoridades militares do Ministério de Defesa da Espanha, do Estado do Rio de Janeiro, de Teresópolis e outros municípios fluminenses, mestres e doutores da UFF (Universidade Federal Fluminense) e diretores da Associação Internacional de Polícia (IPA, na sigla em inglês), entre outros, o evento, organizado pela UFF (Universidade Federal Fluminense) e o Ministério de Defesa da Espanha, teve apoio da Prefeitura, do SESC e da IPA.

Autoridades do Ministério de Defesa da Espanha trouxeram as boas práticas e as evoluções de todas as movimentações de inteligência em que o país avançou nas questões de segurança. Já a UFF apresentou projetos do seu Laboratório de Gestão em Tecnologia da Informação e Comunicação e ofereceu a oportunidade de parceria para que Teresópolis se torne mais inteligente e segura.

“Teresópolis é um caso de sucesso na área de segurança, através de parceria estabelecida entre os órgãos de segurança da cidade. Viemos conhecer o sistema e debater as práticas nacionais e internacionais e ajudar Teresópolis a evoluir no conceito de cidade inteligente”, assinalou André Guedes. Ele é diretor da Rede Brasil de Cidades Inteligentes e Humanas e responsável pelo programa ‘Cidades Inteligentes’ da UFF no estado do Rio de Janeiro.

“Pretendemos partir para um convênio de cooperação técnica com a Universidade, elaborar projetos e pleitear recursos junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Banco Mundial para financiar a implantação do programa ‘Cidade Inteligente’ no município. Foi um evento surpreendente, que mostrou o caminho que devemos seguir para colocar Teresópolis no rumo da segurança e da inteligência”, pontuou o Prefeito Vinicius Claussen.

“Esse evento internacional trouxe altos conhecimentos técnicos e científicos para Teresópolis, com profissionais experientes do Brasil e da Espanha. Excelente para a Gestão Municipal, que trabalha para termos uma cidade inteligente”, avaliou Marcos Antonio da Luz, secretário Municipal de Segurança Pública.

Experiências

Chefe de Operações na Espanha, o Coronel Bruno Alonso pontuou que a construção de políticas públicas seguras e inteligentes passa pela integração entre as lideranças políticas e o setor privado, com o envolvimento da sociedade e de profissionais especializados.

Já o 1º Tenente Alexandre Rodrigo Moreira, do Quartel da 4ª Região Militar de Barcelona, falou sobre o uso da inteligência no combate ao crime organizado, ao narcotráfico e ao terrorismo. Especialista e consultor em defesa, o militar brasileiro mora há vários anos na Espanha com a família. “Em jornada pelo Brasil, o grupo veio a Teresópolis para contribuir, em termos de informações, sobre o que já existe na Europa, e contribuir com o que for necessário na questão da segurança e da inteligência”, resumiu.

Para Márcio Azevedo, consultor de Segurança da UFF, Teresópolis tem tudo para ser pioneira, na Região Serrana, na implantação do Programa ‘Cidade Inteligente’. “Nossa intenção foi apresentar para a sociedade teresopolitana a releitura do ‘Cidades Inteligentes e Seguras’ posta em prática em Barcelona, na Europa, e mostrar que é possível, no Brasil, entrar na Revolução 4.0”, disse o consultor, se referindo a uma nova lógica de produção que nasceu na Alemanha, em 2011, dando início ao processo de digitalização da operação industrial através da interconectividade.

Escritório da IPA em Teresópolis

No encerramento do Workshop Internacional de Segurança foi anunciado que Teresópolis vai ganhar um escritório da Associação Internacional de Polícia (IPA, na sigla em inglês). Inclusive, foram anunciados os nomes que comporão a diretoria da unidade.

Implementar a integração entre os profissionais da segurança pública em Teresópolis e região e movimentar o turismo através de eventos técnicos e esportivos são alguns dos objetivos da IPA na cidade. “Pretendemos realizar jogos policiais, eventos de intercâmbios culturais e vários workshops na área de segurança e afins, fomentando o turismo. É mais uma pauta positiva para Teresópolis”, explicou Aderaldo Medeiros, diretor da IPA no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário