sexta-feira, 15 de junho de 2018

Universidade do Chile propõe parcerias ao Unifeso


O chileno Cristián Huerta recebido no Unifeso - foto: Unifeso

O Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) recebeu a visita do chileno Cristián Huerta representando a Universidade do Chile, a mais antiga e de grande referência naquele país. A oportunidade surgiu a partir do convite da professora Michelle Bronstein, docente nos cursos do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) e coordenadora de Extensão no UNIFESO.

A professora Michelle foi coorientadora da dissertação de mestrado à distância de Cristián e tornou-se pioneira na experiência da instituição chilena em ter uma professora de fora do país orientando uma tese. Foi a partir deste contato que surgiu a possibilidade de se estabelecer um convênio com o UNIFESO, visando novas experiências do tipo e parcerias para estudantes estrangeiros.

Para amadurecer a ideia, o encontro de Cristián com dirigentes e coordenadores de curso do UNIFESO, em uma apresentação mais detalhada da Universidade do Chile, foi fundamental. “Vim visitar o UNIFESO como um colaborador, com o principal objetivo de apresentar como foi desenvolvido o meu trabalho junto à professora Michelle, transmitindo a experiência que tivemos e cogitando possibilidades de desenvolvermos outros trabalhos conjuntos, em instâncias colaborativas, como, por exemplo, intercâmbios acadêmicos futuros entre o UNIFESO e o Departamento de Engenharia Industrial”, afirmou Cristián, que trabalha na instituição e é ex-aluno do Programa de Mestrado da Universidade do Chile, do Departamento de Engenharia Industrial.

Ele avaliou que “a visita ao UNIFESO superou muito as minhas expectativas. Pude expor o meu trabalho a outros professores e fui muito bem recebido, o que culminou em outras reuniões para validar a possibilidade de repetirmos esta experiência com outros acadêmicos em futuras alianças colaborativas”. Ainda de acordo com ele, ao compartilhar as informações e a visão que teve do UNIFESO a diretores da Universidade do Chile, os mesmos ficaram muito contentes com as possibilidades que se abriram a partir deste primeiro contato.

A professora Michelle e o chileno Cristián se conheceram em um evento internacional da Fundação Getúlio Vargas (FGV) em que cada um foi apresentar pesquisas que estavam trabalhando na época.

“Percebemos então a possibilidade de realizarmos um trabalho em conjunto”, contou Michelle, que posteriormente recebeu o convite para orientar a dissertação de mestrado de Cristián, intitulada “Investigação do Quarto Setor da Economia no Chile: é necessário uma legislação para as empresas B?”. O trabalho se refere às empresas B, de empreendedores que visam lucro mas têm propósitos sociais.

“O Chile está na ponta em volume de empresas B. A pesquisa abrangeu vários países e mostrou que no Chile deu muito certo”, relatou o pesquisador. “Foi uma experiência riquíssima. O interessante foi perceber o avanço que alcançamos com este trabalho”, concluiu Michelle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário