sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Biologia do Unifeso promove Ciclo de Palestras


Ciclo de Palestras - Foto: Unifeso
 
O curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) realizou entre os dias 15 e 18 de setembro o I Ciclo de Palestras do Café Científico, que proporcionou aos estudantes conhecer melhor a realidade do mercado de trabalho para o biólogo. O evento atraiu um grande número de interessados, entres estudantes e docentes, para as atividades que ocorreram no Campus Quinta do Paraíso (Prata) e no Campus Antonio Paulo Capanema de Souza (Alto).
 
O professor Carlos Alfredo Franco Cardoso, coordenador do curso, explicou que o Ciclo de Palestras foi uma etapa mais abrangente do Café Científico, em busca da aproximação dos estudantes com os profissionais, sempre contando com um especialista que dialoga com no mínimo 20 estudantes por edição. “Em seis anos de curso, já completamos mais de 200 edições do Café Científico, que é um seminário realizado semanalmente de fevereiro a dezembro. Os alunos sempre têm uma grande receptividade para o evento, e foi assim também com o I Ciclo de Palestras.
 
Os calouros acompanham os veteranos e vão aprendendo como é que o evento funciona e estão todos sempre muito satisfeitos. Não resta dúvida de que esses seminários são essenciais para a formação deles. O tema desta vez foi ‘Meio Ambiente’, que é um dos tópicos da formação do biólogo”, destacou o coordenador.
 
A abertura contou com a palestra “Meliponário-Escola: conhecendo as abelhas nativas” precedendo o debate sobre o tema “O biólogo diante dos dilemas ambientais: o desaparecimento das abelhas e a crise hídrica”. Os trabalhos foram conduzidos pela médica veterinária Denise de Mello Bobány e pelo empresário Gilberto Garcia Queiroz, contando ainda com a participação do biólogo Carlos Guilherme Corrêa.
 
No segundo evento do ciclo a bióloga Lygia Sanchez, do CRBIO-02, falou sobre “A profissão do biólogo no século XXI”, para uma plateia que lotou o auditório. “A Biologia no século XXI tem a perspectiva de aumentar e não de desaparecer, porque depende da criatividade, percepção e manipulação, inteligência social — e quanto mais uma profissão requerer essas três características, menos exposta estará à automação e será menos sujeita a um possível esvaziamento de perspectivas”, afirmou. Em seguida, quem conversou com o público foi o biólogo e professor Luís Otávio Pimentel, também do CRBIO-02, sobre “A ética e o biólogo”.
 
De acordo com o professor Carlos Alfredo, o evento é mais uma iniciativa que reafirma o trabalho de parceria entre o conselho profissional e o curso. “Essa interação é frequente e ocorre em diversos momentos, inclusive nas formaturas”, enfatizou.
 
A programação dos quatro dias de evento contou também com debate sobre a crise da água e o papel do profissional de Biologia nesse contexto, com a participação da bióloga e professora Márcia Emília Moreira de Luca e do professor Renan Fernandes Loureiro. O professor Alfredo Pinheiro Junior apresentou a palestra “Conhecendo uma Unidade de Conservação: Três Picos”, em que foi abordado o funcionamento do parque.
 
No encerramento, o tema tratado foi “Serviços ecossistêmicos e a importância da biodiversidade para economia”, com o biólogo Alex Silva de Carvalho e o debate após a palestra teve também a participação do médico veterinário e biólogo Luiz Paulo Fedullo e da bióloga Liane Franco Pitombo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário