quinta-feira, 11 de maio de 2017

Teresópolis e o primeiro prefeito negro do Brasil


Imagem de arquivo ilustrativa

Exposição “O Indizível”, palestra do historiador Arthur Esteves e teatro com histórias e “causos” de personagens esquecidos de Teresópolis comporão a participação da cidade na 15ª Semana Nacional de Museus, de 16 a 20 de maio, na Casa da Memória Arthur Dalmasso, na Várzea.

A maneira mais comum de se transmitir memória é através de narrativas, que normalmente são elaboradas através de lembranças e relatos escritos, em geral, nas mídias oficiais. Porém, a 15ª Semana Nacional de Museus, em Teresópolis, tratará exatamente do “não dito” ou do “esquecido”, trazendo à memória o lado “oprimido” da história do Município.

Prefeito Negro

Como a do primeiro prefeito negro do Brasil, Nestor Augusto Pinto, nascido na cidade próxima de Paraíba do Sul, em 9 de abril de 1892. Engenheiro, casado com Felizminda Teixeira Pinto – chamada carinhosamente de Dona Mindoca – em 1924 veio a Teresópolis como topógrafo do Estado, realizando várias obras de melhorias municipais.

Em 1929, lançado como candidato a Prefeito pelo Dr. Olegário Bernardes, venceu o pleito pela esmagadora contagem de 907 votos a 10 de seu opositor, Dr. Júlio Eduardo da Silva Araújo. Porém, por ter apoiado a República Velha, foi destituído por Getúlio Vargas após a Revolução de 30, menos de um ano após tomar posse.

Este e outros causos serão contados em três dias de teatro sobre vários personagens esquecidos da cidade. Também uma palestra do historiador e guia turístico Arthur Esteves sobre “Roteiros Alternativos do Município” (dia 16, das 18h30 às 19h30) será um dos pontos altos da Semana de Museus – uma temporada cultural promovida pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio).

Nessa edição, mais de mil museus de todo o país oferecem ao público 3.000 atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes e muito mais! A Casa da Memória Arthur Dalmasso fica no número 91 da Praça Balthasar da Silveira, no Centro (telefone 21 2742-2910), em frente à Igreja Matriz de Santa Teresa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário