quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

1ª turma de Medicina do Unifeso se encontra após 40 anos

Turma do curso de Medicina 40 anos depois - Foto: Unifeso
 
Em 1975 acontecia a formatura da primeira turma do curso de Medicina do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO). Lá se vão 40 anos, e para comemorar uma data tão expressiva os ex-alunos resolveram se reunir e visitar as instalações do Campus Antonio Paulo Capanema de Souza (Alto). Realizado no dia 12 de dezembro, o encontro contou ainda com culto ecumênico e palestra do professor Cézar Elias sobre “Patologia e Arte”.
 
O ex-aluno José Fernando Maia Vinagre conta que antes “eram dois prédios tímidos que nos atendiam e ver o crescimento da faculdade é um motivo de orgulho muito grande”. Hoje o UNIFESO possui três campi e diversos prédios que atendem às 15 graduações oferecidas, além de cursos de pós-graduação, extensão e livres, além de atividades culturais.
 
A primeira turma participou de toda a implantação do curso de Medicina, e ainda testemunhou a transformação do antigo hospital municipal em hospital de ensino, atualmente Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO). Daqueles 144 pioneiros muitos se fixaram em Teresópolis, aqui desenvolvendo suas carreiras e formando família.“Esta Faculdade foi a plataforma de lançamento na vida. Vimos o crescimento ano a ano e nela aprendemos e fomos amadurecendo”, afirmou a egressa Célia Bastos.
 
Eduardo Cury, fez um discurso emocionado com “saudade daqueles que se foram e que gostaríamos que estivessem aqui”, e agradeceu o  privilégio de ser o orador da turma, tanto na formatura como no reencontro. “Nós chegamos aqui jovens, quase crianças, rapazes e moças que estavam em plena transição entre a vida infantil e a adulta, e amadurecemos juntos”.
 
O organizador do encontro, Jorge Luiz Paranhos, elogia a estrutura da biblioteca, “que em comparação com as de outras faculdades é uma das coisas mais lindas que eu já vi” e fez questão de “matar a saudade dos laboratórios Anatômico e de Microbiologia”.
 
Outros egressos fizeram coro sobre a evolução do curso. Frederico Grinspun agradeceu pela oportunidade do encontro e disse que “o UNIFESO está nota 10”. Reinaldo Tadeu Ayala Ciabatari disse que “aquele início de obra se transformou em uma magnífica instituição”, e pediu à direção da Instituição que continue com o crescimento e percorrendo sempre o caminho do bem.
 
“Há quarenta e seis anos chegamos nesta cidade fluminense, e aqui fincamos os alicerces das nossas vidas. As dificuldades iniciais de moradia, alimentação e transporte foram, por este povo teresopolitano que nos acolheu com muito carinho, facilmente resolvidas. Aos professores e aos funcionários do UNIFESO deixamos a nossa gratidão”, finalizou o ex-aluno Paulo Negreiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário