terça-feira, 28 de julho de 2015

Semana Mundial da Amamentação em Teresópolis


Semana Mundial da Amamentação - Imagem ilustrativa
 
Com o slogan ‘Amamentação e trabalho: vamos fazer funcionar’, será realizada de 1 a 7 de agosto a SMAM - Semana Mundial da Amamentação 2015, uma realização da WABA (Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação) e Ibfan (Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar), com o apoio do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Pediatria. O tema, sobre mulheres trabalhadoras que amamentam, revive a campanha da SMAM de1993 sobre a iniciativa de um local de trabalho amigo das mães trabalhadoras.
 
Em Teresópolis, serão intensificadas neste período as rodas de conversa nas unidades de estratégia de saúde da família, com a proposta de envolver o maior número de grupos e pessoas de diversas idades possíveis. A campanha é coordenada pela Divisão de Programas de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, que tem à frente a pediatra Maria da Conceição Monteiro Salomão, que há 25 anos incentiva a prática do aleitamento materno em Teresópolis.
 
Desde o início da década de 1990, Teresópolis investe em estratégias de conscientização e de mobilização de gestantes e da sociedade, alertando para a importância da prática do aleitamento materno. O município possui quatro postos com o título de Unidade Básica Amiga da Amamentação, política pública do Governo do Estado voltada para a atenção básica. São eles o Centro Materno Infantil, na Várzea, e as unidades da Estratégia de Saúde da Família da Barra do Imbuí, de Venda Nova e de Vargem Grande.
 
Entre as mais recentes estratégias de sucesso para a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno no município estão o Centro de Lactação e Posto de Coleta de Leite Humano, entregues oficialmente à população em agosto de 2011. As duas unidades foram implantadas graças à parceria firmada entre a Prefeitura, o Programa de Assistência Comunitária do Consulado do Japão no Rio de Janeiro e Rotary Club, contando ainda com a cooperação técnica do Banco de Leite do Instituto Fernandes Figueira.
 
Funcionando no Centro Materno Infantil, localizado no prédio da antiga Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, na Várzea, o posto em como objetivo ajudar a suprir a demanda de leite materno no município, bem como apoiar e orientar as mães que tenham dificuldades quanto à amamentação. Todo o leite coletado é enviado ao Banco de Leite do Instituto Fernandes Figueira, no Rio de Janeiro, unidade de referência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), onde é processado e qualificado. Depois de pasteurizado, o produto está pronto para servir de alimento para prematuros e crianças internadas com necessidades especiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário