sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Projeto 'Rota da Cerveja' na Região Serrana


Cerveja na Serra - Imagem meramente ilustrativa
 
Realizado na tarde desta quinta-feira, dia 23/10, em Teresópolis, encontro para agendar os próximos passos do projeto da rota da cerveja produzida na Região Serrana, e que está se transformando em produto turístico. Contando com o apoio do Ministério do Turismo, a iniciativa tem como objetivo fomentar o setor de cervejas artesanais e especiais, através de pacotes de visitações e degustações em fábricas da região.
 
A reunião aconteceu com a presença dos secretários municipais de Turismo, Ronaldo Fialho – de Teresópolis, e Nauro Grehs – de Nova Friburgo, do subsecretário municipal de Turismo, Gilberto Passos, do representante e do consultor do SEBRAE, Sérgio Paiva e Flavio Gueiros, respectivamente, além do consultor da Acerj, Alexandre Zubaran. Também acompanharam o encontro o empresário Mozart Rodrigues.
 
As cidades de Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Cachoeiras de Macacu e Guapimirim resolveram se unir e criar a Rota Cervejeira, um passeio para conhecer o processo de produção da bebida preferida do brasileiro. O circuito interliga 10 micros e grandes cervejarias, além de bares e pubs que produzem a própria bebida, incluindo também o Museu da Cerveja, que funciona em Petrópolis. Deverá ser marcada uma data, no início de novembro, para a apresentação do projeto em Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo.
 
O polo cervejeiro da região, setor que atualmente gera três mil empregos diretos e 20 mil indiretos, e o projeto da rota receberão R$ 8 milhões em investimentos do Governo Estadual, SEBRAE e prefeituras.  A expectativa é que o atrativo atraia 150 mil visitantes por ano, sendo 50 mil apenas em Nova Friburgo.
 
As cervejarias artesanais são montadas, em geral, em estrutura familiar, com a criação e o desenvolvimento de estilos e receitas próprias. Os imigrantes alemães são os principais cultivadores da tradição artesanal da cerveja, por isso várias regiões de colonização germânica apresentam fabricação artesanal, como a Região Serrana e, em especial, Nova Friburgo. “Com as pequenas cervejarias artesanais, movimentamos não só o mercado de cerveja, mas também a gastronomia e a hotelaria. Vamos integrar toda a região e alcançar mercados mais longos de turismo”, disse, Nauro Grehs.
 
Segundo ele, na região são produzidas cervejas comerciais, artesanais e especiais (gastronômicas). “Hoje nós temos cerveja desenvolvida até para restaurante vegetariano. Temos cerveja de vários sabores, inclusive de chocolate”, disse o secretário. Ele lembrou ainda que a redução no ICMS para as microcervejarias no estado, que baixou de 25% para 13%, é um incentivo a mais para o projeto. “Estamos motivando o microcervejeiro a produzir. Nas fábricas haverá visitação e curso de sommelier”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário