sábado, 29 de setembro de 2018

Conselho da Cidade empossa membros e elege Presidente


Conselho Municipal da Cidade - Foto: AsCom PMT

O Conselho Municipal da Cidade está completo. Tomaram posse, na noite desta quinta-feira (27), os 13 membros indicados pelo poder público. Junto com os outros 13 membros eleitos pela sociedade civil organizada, eles vão “pensar” a cidade, sugerir e orientar ações da municipalidade.

Na Reunião Ordinária do Conselho, também foram eleitos o novo presidente e vice-presidente. Raimundo Lopes, secretário municipal de Meio Ambiente, vai presidir o Conselho Municipal da Cidade até 2020. A professora do Unifeso (Centro Universitário Serra dos Órgãos), Ana Maria Gomes de Almeida, que presidiu o conselho nos últimos dois anos, será a nova vice-presidente.

O prefeito Vinicius Claussen esteve presente à posse e destacou a importância do Conselho Municipal da Cidade e dos demais conselhos para Teresópolis. "É fundamental entender a importância da sociedade civil organizada na condução da cidade e ajudá-la a se estruturar, a construir um plano de ação e trabalho".

"Tenho orientado aos secretários que busquem reformular os conselhos temáticos, como o de Meio Ambiente, por exemplo, para que haja a paridade entre a sociedade e o poder público. É preciso também evitar que o presidente seja obrigatoriamente o secretário da pasta, para que se abra a possibilidade da condução ser também da sociedade civil organizada. Isso ajuda a que a gente tenha o equilíbrio", lembrou o prefeito que, antes de assumir o Executivo Municipal, atuou nos conselhos da Merenda Escolar, da Segurança Pública e do Turismo.

A nova vice-presidente, Ana Maria, lembrou das dificuldades enfrentadas nos últimos dois anos na presidência do Conselho. Isso por conta da instabilidade política e econômica vivida pelo município, com a constante troca de prefeitos e secretários de Planejamento e Projetos Especiais. “Esses dois anos foram muito conturbados; foram muitos prefeitos, muitos secretários e não houve continuidade do trabalho. Então, meu maior empenho foi não deixar o Conselho acabar. E, apesar de todas as dificuldades, a gente conseguiu produzir, inclusive com a aprovação pela plenária da proposta de Código de Obras”, relatou.

Para o presidente Raimundo Lopes, é preciso a colaboração entre o poder público e a sociedade civil para que a cidade dê um salto de qualidade. “O Conselho da Cidade é fundamental para o município. Ele tem um papel importante como indutor do desenvolvimento de maneira sustentável. E aí entra a revisão do Plano Diretor, elaborado há 12 anos. Essa Teresópolis já não existe mais, ou ficou muito pouca coisa dela. É preciso atualizá-lo para a gente projetar prá frente. É um desafio gigantesco”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário