sábado, 5 de novembro de 2016

Escola de Música Villa-Lobos inicia instalação em Teresópolis


Primeira reunião para a vinda da Escola - Foto: AsCom PMT
 
Portando um exemplar do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, Gláucia Sundin, assessora da direção da Escola de Música Villa-Lobos, e Leandro Gregório, coordenador de Polos Avançados da entidade, subiram a Serra nesta quinta-feira, 3, para sua primeira reunião de trabalho com a equipe da Secretaria Municipal de Cultura de Teresópolis e a futura diretora do polo da Villa-Lobos na cidade, Célia Seabra. A edição do D.O. trazia publicada a assinatura do convênio entre a prestigiada escola de música do Rio e a Prefeitura de Teresópolis.
 
Antes da reunião, os dois foram recebidos pelo Prefeito Mário Tricano em seu gabinete. O prefeito demonstrou satisfação com a concretização de um sonho dos músicos da cidade. Os representantes da Villa-Lobos falaram sobre a importância para a Região Serrana de um núcleo como este. Acompanhados do secretário Municipal de Cultura, Márcio de Paula, Gláucia Sundin e Leandro Gregório estiveram no Centro Cultural Bernardo Monteverde, no Alto, onde será instalado o polo da Villa-Lobos, com previsão de início das atividades para março. E gostaram do que viram.
 
“O espaço é sensacional, com salas amplas. É perfeito para abrigar um dos nossos polos”, afirmou Gláucia, que veio também representando a Secretaria Estadual de Cultura e a Funarj — Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro.
 
O secretário Márcio de Paula compartilha o entusiasmo de Gláucia Sundin. “O espaço vai precisar de algumas adaptações para ficar ainda melhor, mas senti que eles ficaram empolgados e eu também estou”, afirmou Márcio. Segundo ele, esta primeira reunião foi basicamente sobre aspectos administrativos e burocráticos, mas já se falou dos instrumentos musicais necessários (as doações continuam), módulos profissionalizantes, cursos para a Terceira Idade e um módulo inicial para crianças entre 8 e 12 anos.
 
Sundin e Gregório revelaram que participarão da seleção dos professores do polo e que o papel da Villa-Lobos no processo é trazer sua “expertise” e o apoio didático para a filial teresopolitana. “Temos na sede do Rio muitos alunos da Região Serrana. Daí a importância de se abrir aqui um polo como este, para que o músico não precise viajar para estudar. Vai ser positivo para a região e para a cidade”, afirmou Leandro Gregório.
 
Segundo ele, esta foi apenas a primeira de muitas reuniões. “Mas o processo de seleção de professores e alunos já poderá acontecer nos próximos 15 a 20 dias”, revelou. Ficou acordado na reunião que todos os cursos serão gratuitos — uma marca da Villa-Lobos desde sua criação no Rio de Janeiro, em junho de 1952 — e que haverá uma pré-inscrição para os candidatos a alunos, que poderão, após aprovados nesta pré-seleção, ser escolhidos por “sorteio ou ordem de inscrição”, como explicou Gregório.
 
Além de Márcio de Paula, Gláucia Sundin e Leandro Gregório, participaram da reunião a subsecretária de Cultura de Teresópolis, Cléo Jordão Rezende, e a conselheira estadual de Cultura Nara Zeitune, que também integra a equipe da Secretaria de Cultura da PMT.
 
Futura sede do polo teresopolitano da Escola de Música Villa-Lobos, o Centro Cultural Bernardo Monteverde fica na Av. Oliveira Botelho, 210, sobreloja, Alto, Teresópolis (telefone: 21- 3642-1061).

Nenhum comentário:

Postar um comentário