quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Unifeso promove jornadas de Medicina e Ciências Biológicas

 Jornadas de Medicina e Ciências Biológicas - Foto: Unifeso
 
O Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) realizou nos dias 11 e 12 de novembro a IV Jornada de História da Medicina. A novidade dessa edição foi a participação do curso de Ciências Biológicas, com a criação da Jornada de História da Biologia. O evento ocorreu no Campus Antônio Paulo Capanema de Souza (Alto).
 
Participaram da abertura os professores Mariana Beatriz Arcuri, diretora do Centro de Ciências da Saúde (CCS); Daniel Pinheiro Hernandez, coordenador do grupo de História da Medicina; Carlos Alfredo Franco Cardoso, coordenador do curso de Ciências Biológicas; Mario Manoel Fortes, médico, biólogo e professor do Curso de Medicina do UNIFESO e o estudante Fábio Bustamante, do curso de Medicina, recentemente premiado no XX Congresso Brasileiro de História da Medicina.
 
Segundo a professora Mariana Beatriz Arcuri, a apresentação das duas jornadas no mesmo evento aponta para a integração dos cursos do CCS também na área de história da ciência. “No CCS, questões relacionadas à extensão e ao ensinos têm tido uma abordagem muito mais ampliada e completa. A ideia é a interdisciplinaridade e a formação de equipes multiprofissionais. Vejo com muito êxito essa aproximação entre os cursos de Ciências Biológicas e Medicina”.
 
“No dia 24 de setembro de 2001 criei o Grupo de Estudos de História da Medicina, e todo ano fazemos a jornada. Queremos relembrar fatos e personagens da história, além de conhecer os pioneiros do curso de Medicina do UNIFESO. Com o grupo e a jornada orientamos os estudantes a apresentarem trabalhos, assim eles aprendem a participar de uma atividade científica”, explica o professor Daniel Pinheiro Hernandez.
 
“A jornada é importante para a formação dos futuros biólogos, e a integração entre os cursos e os estudantes é outro fator de importância nessa parceria que fizemos com o grupo do professor Daniel”, comenta o professor Carlos Alfredo Franco Cardoso.
 
Rafael Tapajóz, estudante do primeiro ano de Ciências Biológicas, acredita que o exemplo do estudante Fábio Bustamante estimula os participantes da jornada. “Estamos pensando em criar um grupo de estudo sobre a história da biologia e no ano que vem planejamos apresentar alguns trabalhos”, diz.
 
“A jornada vem para celebrar o crescimento e a maturidade do grupo. A relação criada com a Biologia é fundamental, pois são áreas afins. O encontro resgata a humanização da pessoa, quando começamos a entender o processo de onde saímos, para onde queremos ir, é muito interessante” disse a estudante do segundo período de Medicina Cristina Espíndola Sedlmaier.

Nenhum comentário:

Postar um comentário