sábado, 3 de março de 2018

Livro aborda o plágio nas pesquisas de pós-graduação


Professor Aldo José Fontes - Foto: Unifeso

O professor Aldo José Fontes, do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO), está entre os autores da obra “Políticas de integridade científica, Bioética e Biossegurança no século XXI”, lançada em 2017 pela Editora Fi.

Ele escreveu o capítulo intitulado “Graduate research in plagiarism in Brazil: Overview and comments on prevention and detection”, onde foi discutido o plágio nas pesquisas de pós-graduação (mestrado e doutorado) no Brasil abordando duas estratégias frequentemente utilizadas para lidar com este problema: educação para escrita (prevenção) e uso de software (detecção). “Discutir sobre integridade científica no meio acadêmico é extremamente importante. É uma ação de prevenção de maiores problemas como a retratação de artigos e requisito essencial para a inserção no âmbito científico atual - credibilidade científica autoral e institucional”, defendeu o professor.

Como colocou o professor Aldo, “recentemente o meio acadêmico foi exposto ao mundo com inúmeros casos de má conduta científica, seja por erros inocentes, seja por má fé. Desse modo, os grandes centros de pesquisas internacionais estão tratando a má conduta científica com mais atenção. O debate está bem complexo, extrapolando a detecção do plágio. Cursos, palestras, congressos, artigos científicos, livros e treinamentos estão sendo realizados e, no Brasil, alguns pesquisadores emergentes estão mobilizando forças a fim de alertar sobre a necessidade de novas estratégias para minimizar a má conduta”.

Segundo ele, além do capítulo do livro, “o nosso grupo já apresentou alguns resultados com forte visibilidade e aceitação no meio acadêmico científico internacional, o que renderam algumas reportagens e citações em diversos estudos”.

Os interessados no conteúdo podem obter mais informações no site da editora www.editorafi.org/220fiocruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário