sexta-feira, 28 de junho de 2019

Prefeitura e Unifeso oferecem curso de empreendedorismo para mulheres


Projeto 'Ela Pode' - Foto: Unifeso

A Prefeitura Municipal de Teresópolis, por meio da Secretaria de Trabalho, convidou o Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) para participar da continuidade do projeto Ela Pode. Trata-se de um programa de capacitação empreendedora e de encorajamento feminino, oferecido gratuitamente para mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

A Diretoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (DPPE) do Unifeso envolveu, então, os cursos de Administração e de Ciências Contábeis para oferecer o Minicurso de capacitação na implantação e gestão de pequenos negócios familiares, com o objetivo de capacitar as mulheres participantes do Ela Pode a abrir e gerir os seus negócios.

“Fizemos com algumas moradoras do Parque Ermitage um treinamento para que assumissem o controle das suas vidas e buscassem formas de conquistar a independência financeira. Só que este treinamento é de encorajamento, ele não oferece a parte técnica e nem de gestão, que estas mulheres precisam para tocar o negócio. Então, senti a necessidade de oferecer uma continuidade ao treinamento para que elas pudessem ter sucesso, de fato, em seus empreendimentos”, conta Daysi Mendes, coordenadora de Empreendedorismo na Secretaria de Trabalho. Ela explica que Teresópolis tem a segunda maior população artesã do estado, mas muitas dessas mulheres não encaram a atividade como um negócio. “A mesma coisa acontece no ramo alimentício, mulheres fabricam seus bolos e salgados, mas não sabem administrar e, consequentemente, não conseguem ter o ganho financeiro que precisam”, disse.

O minicurso será oferecido em cinco encontros. O primeiro aconteceu dia 26 de julho e foi ministrado por Francisco Jovando Rebelo de Albuquerque, professor de Empreendedorismo dos cursos de Administração Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Engenharia de Produção e Farmácia do Unifeso. “Montamos um planejamento com o objetivo de viabilizar o estudo do negócio dessas mulheres. Vamos entender o que elas fazem e passar um pouco de conhecimento do que é empreendedorismo, de como planejar, fazer marketing, do que são a operação e a parte financeira do negócio”, explicou o professor Jovando.

Quatro professores do Unifeso estão envolvidos com o projeto e têm o propósito de prestar uma consultoria para as participantes, buscando dados e criando um plano de negócios para a realidade delas. “Sou uma mulher empreendedora da cidade. Tenho um escritório de contabilidade e trabalho com a legalização do Microempreendedor Individual (MEI). Vou dar dicas para as participantes sobre as obrigações, como elas devem proceder, os controles que têm que fazer, os cuidados com a conta bancária etc.”, explicou Telma de Amorim Freitas Silva, professora de Administração e de Ciências Contábeis do Unifeso.


A artesã Maria Madalena Pereira da Silva faz colchas e tapetes de retalhos e vende seu trabalho na feira da Igreja de Santo Antônio, no Alto. Ela participa do curso oferecido pelo Unifeso e se diz otimista: “Estou sempre fazendo cursos para me aperfeiçoar. Quero aprender a lidar com a parte burocrática do negócio para conseguir montar o meu ateliê”, concluiu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário