segunda-feira, 27 de junho de 2016

Unifeso escolhe sinal próprio em Libras


O UNIFESO agora possui sinal próprio em LIBRAS - Foto: Unifeso
 
O Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) agora possui um sinal próprio em LIBRAS, a Língua Brasileira de Sinais. A novidade visa estimular a integração e o acolhimento da comunidade surda no ambiente acadêmico através do programa de acessibilidade da Instituição. O UNIFESO tem hoje matriculados dois alunos surdos no curso de Ciências Biológicas e um no curso de Pedagogia que deram as sugestões para a escolha do sinal.
 
“A escolha do sinal de LIBRAS do UNIFESO vem legitimar a nossa Instituição também no que se refere à acessibilidade, com atendimento aos estudantes com necessidades auditivas especiais ”, enfatizou a professora Gicele Faissal, coordenadora do Núcleo de Apoio Psicopedagógico e Acessibilidade (NAPPA).
 
A votação entre os três sinais propostos pelos alunos ocorreu no dia 10 de junho, durante o ciclo de debates sob o tema “O surdo no contexto acadêmico do UNIFESO”, com palestras proferidas pelas psicólogas do NAPPA Maria Lucia Smolka e Luciana Domard e pela professora convidada Tatiane Militão de Sá para alunos das turmas de Ciências Biológicas e Pedagogia, professores, intérpretes e convidados surdos. A apresentação dos sinais foi feita pela professora de LIBRAS da instituição, Nathalia Quintella Suarez Mouteira, e a votação realizada entre os participantes do encontro. O sinal vencedor foi proposto pela estudante do curso de Ciências Biológicas Juliana Vieira Correa.
 
“Foi um importante passo que demos para a comunidade de surdos entender como é o UNIFESO e para toda a comunidade que entenda LIBRAS saber qual o sinal da instituição”, afirmou o professor Carlos Alfredo Franco Cardoso, coordenador do curso de Ciências Biológicas.
 
Ainda como parte do programa de acessibilidade, o UNIFESO conta com intérpretes para traduzir as aulas para os deficientes auditivos e ainda oferece uma disciplina eletiva de LIBRAS aos alunos de todos os cursos de graduação da instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário