quarta-feira, 19 de junho de 2013

Vacinação, desratização e combate à dengue no Jardim Serrano


Controle de Vetores e equipe da UNIFESO

Equipes dos setores de Controle de Vetores, de Vacinação Antirrábica, do Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD) e dos programas Vigisolo, Vigiágua e Vigiar, todos vinculados à Divisão de Vigilância Ambiental em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, realizaram uma ampla ação integrada nesta quarta-feira, 18/06, no bairro Jardim Serrano.

A vacinação de cães e gatos contra a raiva foi um dos serviços mais procurados, com 228 animais imunizados. Visitas domiciliares para a investigação de focos do mosquito Aedes aegypti e orientação sobre combate à dengue também foram prestados. “Conscientizamos os moradores para que não acumulem água a fim de evitar a proliferação do mosquito, e informamos sobre os sintomas da dengue”, relatou Carlos Lessa, do PMDC. 

A comunidade contou ainda com desratização para o controle de roedores, através da colocação de raticidas em pontos estratégicos. Também foram distribuídos frascos com hipoclorito de sódio para desinfecção da água consumida pelos moradores, já que parte do bairro é abastecida por nascentes. “De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a água precisa ter um teor de cloro para ser desinfectada”, orientou o biólogo Miguel Ângelo Filho, responsável pelos programas Vigisolo, Vigiágua e Vigiar.

A ação já foi realizada em Cruzeiro, no interior do município, e será levada a outros bairros. “O objetivo é promover um trabalho comunitário com maior abrangência, orientando os moradores sobre os fatores de riscos ambientais que interferem na saúde humana e tomando as medidas necessárias de prevenção e controle”, definiu Alonso de Faria, coordenador da Divisão de Vigilância Ambiental em Saúde.

Coordenado pelos professores universitários Jacqueline Dias da Silva e Wagner de Oliveira Rodrigues, um grupo de oito alunos do 1º período do curso de Medicina do Unifeso (Centro Universitário Serra dos Órgãos) produziu e distribuiu cartilhas sobre escabiose – conhecida popularmente como sarna – e pitiríase versicolor. As duas doenças de pele foram identificadas pela equipe durante as visitares domiciliares regulares que realizam na comunidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário