terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

UNIFESO sedia posse do IBDFAM em Teresópolis



Cerimônia de posse da diretoria - Foto: Unifeso

O Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) sediou a cerimônia de posse da diretoria do novo Núcleo Regional do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), realizada no dia 14 de fevereiro. O evento reuniu estudantes e profissionais da área jurídica no Tribunal do Júri, no Campus Sede, entre eles Luiz Cláudio Guimarães, presidente do IBDFAM/RJ; a presidente do novo núcleo, Marisa Gaudio; Jefferson de Faria Soares, presidente da OAB/Teresópolis; e os juízes Rafael Rodrigues Carneiro, José Ricardo de Ferreira Aguiar e Vânia Mara Nascimento Gonçalves.

“O UNIFESO tem sido um grande parceiro há tempos. Através da Ordem dos Advogados (OAB-Teresópolis) temos realizado diversos eventos na instituição e sabemos que com o IBDFAM também teremos este espaço. Além disso, o núcleo vai ser muito bom para capacitar tanto profissionais como estudantes”, destacou a presidente do novo núcleo, Marisa Gaudio. A professora Tania Barone, coordenadora do curso de Direito, ressaltou que “é um momento muito rico para os estudantes, por ser uma área repleta de novidades, e para o UNIFESO, pois a direção do núcleo é composta por diversos egressos e professores”.

“O IBDFAM está atento para salvaguardar o direito das famílias brasileiras. Participamos de eventos pelo país e trazemos as novidades na área, e assim vai acontecer com o núcleo de Teresópolis na cidade, o que abrange também o curso do UNIFESO”, explicou Luiz Guimarães, presidente do IBDFAM/RJ. Ele explicou que o núcleo acaba servindo para arejar ideias, sendo formado por diferentes profissionais, como psicanalistas, assistentes sociais, entre outros como os ligados ao ramo jurídico.

Na programação foram ministradas as palestras “Os novos rumos do Judiciário” (juíza Raquel Santos Pereira Chrispino), “Infância e Adoção” (procuradora Kátia Regina Ferreira Lobo Andrade Maciel) e “Sucessão hereditária do cônjuge e do companheiro na ótica do Supremo Tribunal Federal, do Superior Tribunal de Justiça e dos tribunais estaduais” (defensor público Luiz Paulo Vieira de Carvalho).


Nenhum comentário:

Postar um comentário